08 maio 2013
Maio 8, 2013

7º Encontro – 24.04

0 Comment

Tivemos um encontro com Dra. Mara Lucia Cordeiro, Neurocientista, pesquisadora do Hospital Pequeno Príncipe, Prof. adjunta Universidade de Los Angeles EUA. Confira!

 “A essência de quem somos?” Em termos de neurociência

O que acontece no seu cérebro quando  você aprende?

 Como o nosso cérebro opera vai ser determinado por alguns fatores.  Os fatores determinantes no desenvolvimento do cérebro são o código genético, o meio ambiente, os neurônios, a epigenética e o modo como levamos a vida.

Modelo de processamento de informações

 

  • Limita o escopo para as principais operações cerebrais que lidam com: coleta de informações, avaliação, armazenamento e lembrar (memória).
  • Recebemos informações sensoriais e motoras e a partir delas vamos selecionar o que vamos prestar atenção, fazer auto-regulação, memória a longo prazo, córtex perceptivo, córtex interpretativo, córtex motor, memória remota e aprendizagem.
  • Como exemplo pode-se fazer referência a pessoa portadora de TDAH – tem déficit para inibir diferentes estímulos, selecionar informações sem se envolver com as ocorrências que estão a sua volta. Problema no lobo frontal leva a dificuldade de inibição, menos função sanguínea.  A “chave” para procurar tratamento é avaliar se os sintomas do TDAH estão causando prejuízo ao individuo, se há prejuízos, há necessidade de tratamento.

Memória

De curto prazo: – imediata: guarda informações por 30 segundos.

– de trabalho: envolve funções cognitivas.

  • A capacidade de memorização varia com a idade. A capacidade limitada explica porque temos que memorizar uma música, um texto aos poucos.
  • O neurônio é a célula fundamental do sistema nervoso, responsável pela condução do impulso nervoso.
  • Os dendritos (fibers) crescem quando você escuta, escreve, fala ou pratica algo.
  • Os neurônios sabem como fazer crescer os dendritos. Toda vez que aprendemos, os dendritos estão fazendo conexões.
  • Novas conexões permanecem por um tempo, mas dependendo do que for, se não for usada, ela vai para outros caminhos.

Interação de dois neurônios

O neurônio envia sinais e recebe informações fazendo assim as sinapses.

Córtex cerebral e lobos frontais

– frontal: responsável pelo pensamento, funções cognitivas.

– temporal: audição, linguagem, memória de longo prazo.

– ocipital: responsável pelo processamento visual.

– parietal: responsável pela orientação, cálculo, percepção a dor.

Sistema límbico: emoções e comportamento

Tálamo: processa os estímulos sensoriais (exceção do olfato).

Hipocampo: memória de trabalho e memória de longa duração.

 

1. Hemisférios cerebrais – diferenças maturativas

Esquerdo

Direito

Mais substancia cinzenta.Mais fibras intracorticais.

Área de Wernick maior no recém-nascido.

Maior concentração de dopamina.

Desenvolvimento mais lento no homem.

Mais substancia branca.Mais fibras longas.

Maior concentração norepinefrina.

Maior peso.

Maior diâmetro.

Assimetria anatômica mais precoce.

Desenvolvimento mais precoce no homem.

 

2. Hemisférios cerebrais – diferenças funcionais

Esquerdo

Direito

Linguagem verbal.Linguagem simbólica.

Processamento fonológico.

Processamento de informação.

 

Linguagem não verbal.Pistas emocionais para comunicação.

Processamento táctil e viso espacial.

Processamento de informações novas, rápidas e simultâneas.

Atenção sustentada.

Propriecepção.

 

Funções executivas

Há hipótese de que há possibilidade dos neurônios nascerem de novo. Sabe-se que não podem nascer de novo, mas podem fazer novas conexões.

Exercício físico aumenta a neurogênese no hipocampo.

Neuroplasticidade

“Plastos” (latim) – capaz de ser moldado.

A capacidade do sistema nervoso de modificar a área que parou de funcionar.

A neuroplasticidade é importante porque faz interface entre nature e nurture; podemos identificar quais comportamentos podem ser mudados e a formação das sinapses, aprendizagem e inteligência.

Sinapses: muito do que somos acontece neste espaço.

O cérebro está sempre procurando novidades. Quanto mais se usa, mais novo fica.

Use seu cérebro!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *