15 ago 2012
agosto 15, 2012

Grupo de Estudo – GEA

0 Comment

Leia o livro “Enriqueça o cérebro”, Eric Jensen.

Abaixo você poderá ter uma noção dos principais tópicos estudados, no primeiro capítulo deste livro, pelo grupo GEA – Grupo de Estudo e Aprendizagem:

  • O mito de que toda pessoa possui uma dose fixa de poder cerebral vem mudando a cada dia. Novos estudos estão sendo realizados e evidencia-se que mudamos nosso cérebro e ele nos também nos modifica.
  • Para entender melhor a abordagem desse estudo, partimos de quatro princípios cerebrais centrais:

a)      Os processos humanos interagem de forma complexa entre mente, emoção, corpo e espírito.

b)      Somos resultado da interação da natureza e do ambiente em que vivemos.

c)       Fatores ambientais e sociais interferem e contribuem para a cognição e o comportamento.

d)      A operatividade da função cerebral opera em diferentes níveis e em diferentes resultados influenciado por fatores como exercícios, estresse e novos aprendizados.

  •  Nosso cérebro “aprende” a alterar processos-chave para  a vida conhecidos como “expressão gênica”. Os genes continuam a desempenhar um papel importante em nossas vidas, não em razão daquilo que herdamos, mas daquilo que aprendemos.
  • Expressão gênica é o processo de mobilização do cérebro para fazer modificações com base na experiência de vida negativa. É o processo pelo qual a informação genética é transformada em ação.
  • Fatores como estresse, alimentação, exercícios, fatores sociais, traumas e estados emocionais prolongados podem influenciar a expressão gênica.
  • Todas as células do nosso corpo possuem censores que leem seu ambiente, avaliam os dados e agem para manter sua sobrevivência. Os estímulos viajam do ambiente para os genes e dos genes para as proteínas, movendo-se em ambas as direções. Ou seja, os genes influenciam nossas vidas e nossas vidas influenciam nossos genes.
  • A plasticidade ou habilidade do cérebro de se reorganizar é mais forte nos primeiros anos de vida.
  • O mesmo cérebro que é receptivo a traumas também o é para experiências negativas.
  • Resumindo: os genes possuem duas funções, uma fixa e outra modificável pela informação do ambiente.

Continue acompanhando os estudos dos próximos capítulos e enriqueça seu cérebro.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *