Engana-se quem pensa que só mulheres passam por profundas transformações ao se tornarem mães. Um estudo da Universidade de Denver, publicado no site Deseret News, conta que os homens também têm alterações cerebrais após o nascimento dos filhos. E essa mudança é para melhor.

Os cientistas examinaram as imagens de ressonâncias magnéticas para avaliar as mudanças estruturais nos cérebros dos pais quando os bebês tinham entre duas e quatro semanas, e novamente quando chegaram a três e quatro meses. Eles descobriram que os cérebros dos homens tiveram aumento em várias áreas ligadas à motivação.

“Em comparação com os exames anteriores, as ressonâncias magnéticas no período de 3 a 4 meses após o parto apresentaram crescimento no hipotálamo, amígdala e outras regiões que regulam a emoção, a motivação e a tomada de decisões”, escreveu Esther Landhuis em um artigo sobre os resultados do estudo.

Depressão

Além disso, os pais com maior crescimento nessas partes do cérebro não eram tão propensos a mostrar sinais de depressão. “Essas interações pai x criança e o vínculo emocional já nos primeiros meses de vida do bebê têm um impacto duradouro sobre as funções cognitivas e o apego social dos filhos”, afirmou o estudo.

Ao contrário das mães, os pais tiveram uma diminuição significativa na massa cinzenta em várias regiões. Eles perderam volume nas partes do cérebro que compõem o que é conhecido como a “rede de modo default” que acendem quando você não está focado em uma tarefa específica.

De acordo com um artigo sobre esse mesmo estudo no The Independent, os homens se tornam melhores em realizar multitarefas e mais empáticos também.

Outra diferença importante entre pais e mães no que diz respeito ao nascimento dos filhos, o estudo mostra que mulheres estão mais voltadas para questões imediatas, como alimentação e cuidados do bebê, enquanto homens têm os olhos voltados para o futuro, como poupar dinheiro para a formatura.

Fonte: <http://www.semprefamilia.com.br/nascimento-dos-filhos-muda-cerebro-dos-pais/>

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *